Coletânea

segunda-feira, novembro 21, 2005

 

Será que todo texto precisa mesmo de revisão?

Dificilmente um texto sem revisão deixa de apresentar erros de português. Isto acontece porque, por melhor que escreva, seu autor não o lê mais com “olhos novos”. É preciso uma segunda leitura, “fresquinha”, para que olhos não acostumados com aquelas palavras no papel possam detectar erros de digitação ou gramática.

Para isto existe o revisor. Os olhos do revisor, além de “novos” para o texto, são experimentados em detectar todo tipo de problema. Uma boa revisão de textos atenta não só para uma vírgula fora de lugar ou para a falta de concordância entre sujeito e verbo, mas também se volta para a estruturação do texto, verificando se o que está escrito tem coesão e coerência, se os parágrafos realmente formam unidades encadeadas, se o conjunto cumpre aquilo a que se propõe. Pois todo texto tem um desses três objetivos: descrever, narrar e argumentar. Se seu texto pretende convencer alguém de algo, como é o caso de propostas de serviços, um revisor experiente poderá potencializar o poder argumentativo de seu texto, melhorando a apresentação de seu serviço e adequando a linguagem ao público a que se destina.

Isto não significa que a revisão descaracteriza o texto original. A revisão de textos deve sempre se limitar aos desejos de seu autor. Para facilitar a demarcação desses limites, dividi meus serviços de revisão em dois níveis: gramatical e estrutural.

A revisão gramatical se resume a uma correção dos erros de português, ou seja: verificação de ortografia, acentuação, pontuação, concordância verbal e nominal etc.

A revisão estrutural inclui o redimensionamento do texto original, com mudanças estruturais: frases, parágrafos e títulos podem ser refeitos, e o autor decide em seguida quais mudanças serão definitivas.

Ofereço também um serviço de acompanhamento textual, realizado como uma aula: auxilio o autor na medida em que escreve, dando inúmeras dicas e sugestões, para que ele adquira maior segurança em sua própria redação.

Para mais esclarecimentos, escreva-me!
Terei o maior prazer em responder: ncgbraga@gmail.com

Comments: Postar um comentário

<< Home

Archives

Junho 2005   Outubro 2005   Novembro 2005   Dezembro 2005   Fevereiro 2006   Abril 2006   Junho 2006   Julho 2006   Setembro 2006   Outubro 2006   Março 2007   Abril 2007   Novembro 2010   Julho 2013   Outubro 2013  

This page is powered by Blogger. Isn't yours?